Professor

Jailton Cristalino Pereira

  • Língua Portuguesa

Estudo dos fonemas

Fonemas
  • São as menores unidades sonoras da fala.

mala                      - /m//a//l//a/

filme                     - /f//i//w//m//i/

Hermanoteu     - /e//r//m//ã//n//o//t//e//w/

Mola                     - /m//o//l//a/

Na língua escrita, os fonemas são representados por signos chamados letras.

 

Fonema é som.

Letra é o sinal gráfico que representa o som.

OBSERVAÇÕES:

  • O fonema pode ser representado por uma única letra:

tia                                dia

bola                             bela

 

  • O fonema pode ser representado por mais de uma letra:

manto                         /m ã t u/

Carro                           /K a R u/

 

  • Mais de um fonema podem ser representados por uma letra:

fixo                             /f i k s o /

 

  • Uma mesma letra pode representar fonemas distintos:

pôde                            pode

 

  • Isoladamente os fonemas são desprovidos de sentido.

 

 

Dígrafo (digrama) 

  • É formado pela junção que representa um único fonema.

 

Dígrafos consonantais

NH – unha

LH – palha

CH – chave

SS – massa

RR – carro

SC – nascer

SÇ – naa

XC – exceção

GU – guerra

QU - quilo

Atenção:

  • Nas sequências QU e GU, quando pronunciadas e/ou seguidas da vogal A, não formam dígrafos.

quando – guarda – cinquenta - linguiça

 

Dígrafos vocálicos

am, an – acampar, andar

em, en – tempo, vento

im, inimpróprio, invadir

om, onombro, conto

um, un – cumprir, junto

Atenção:

  • Nos dígrafos vocálicos, as letras M e N não representam consoantes, mas tão somente indicam que a vogal anterior é nasal.

amam   - /ãmãw/

pólen    - /polĕj/

também - /tãbĕj/

 

Dífono

  • Quando uma letra corresponder a dois fonemas.

táxi        - / t a k s i /

Classificação dos Fonemas

 {tab Classificação dos  Fonemas}

Classificação dos Fonemas

Os fonemas da língua portuguesa classificam-se:

  • Vogais
  • Semivogais
  • Consoantes

Vogais

  • São fonemas que resultam da livre passagem da corrente de ar pela boca, ou pela boca e pelas cavidades nasais.

/a – ã/

/e - ɛ - ĕ /

/i -  ĩ /

/o – Ɔ – õ/

/u – ũ/

Importante: Você sabe a quantidade de sílabas pela quantidade de fonemas vogais.

Classificação das vogais

Segundo a NGB, as vogais devem ser classificadas de acordo com quatro critérios:

  • quanto à zona de articulação
  • quanto ao papel da cavidade bucal e nasal
  • quanto ao timbre
  • quanto à intensidade
  • Classificação das vogais

A zona de articulação

a) média:

a (ave)

(localizada entre as anteriores e posteriores)

 

b) anteriores ou palatais:

 ɛ, e , i (fé, vê, ri)

(a articulação ocorre na parte anterior do palato duro)

 

c) posteriores ou velares:

 Ɔ , o, u (nó, avô, tatu)

(a articulação ocorre junto ao véu palatino)

 

O papel da cavidade bucal e nasal

orais: a - ɛ - e – i – Ɔ – o – u

nasais: ã – ĕ – ĩ – õ - ũ

 

Quanto à intensidade

  • Tônicas
  • Átonas
  • Subtônica

Tônicas

mala, estado, âmago

fé, pele

sebo, lêvedo

li, vida, físico

pôr, ômega, onda

dó, corda

nu, puro, úmido

Átonas

es      -        cân          -     da     -        lo

          átona          tônica             átona          átona

    pretônica                             postônica      postônica

 

ma      -       la

           tônica         átona postônica

 

              u         -        ru          -     bu

         átona            átona            tônica 

      pretônica      pretônica                         

Subtônica

  • De intensidade média, ou seja, entre as tônicas e as átonas.

vagamente, pazinha

levemente, pezinho

timidamente, gizinho

tolamente, robozinho

somente, pozinho

rudemente, urubuzinho

Importante: A vogal tônica da palavra primitiva se transforma em subtônica na palavra derivada.

 

 Quanto ao timbre

  • Abertas
  • Fechadas
  • Reduzidas

Abertas

má – mala – farra

pé – pezinho – leque

pó – pozinho – corda

Importante: Toda vogal aberta é tônica ou subtônica.

Fechadas

banha – lama – manto

seco – secamente – menta

doce – docemente - monte

tímido – timidamente – minta

rude – rudemente - mundo

Importante: Toda vogal fechada é tônica ou subtônica.

Reduzidas

mala, serra, farra

combate, empate

ondulado, inchado

Importante: Toda vogal reduzida é átona.

Semivogais

  • São os fonemas /j/ e /w/ que se agrupam com uma vogal, formando sílaba.

pai                         /paj/

mau      /maw/

amam   /ãmãw/

também              /tãbĕj/

gol                         /gow/

Consoantes

São fonemas que resultam de algum obstáculo encontrado pela corrente de ar.

bola      -       copo                            -              depósito

Oclusivas: quando a corrente expiratória encontra um obstáculo total (oclusão), que impede a saída do ar, explodindo subitamente.

oclusivas: quando a corrente expiratória encontra um obstáculo total (oclusão), que impede a saída do ar, explodindo subitamente. / P / - / T / - / K / - / B / - / D / - / G /

constritivas: quando há um estreitamento do canal bucal, saindo a corrente de ar apertada ou constrita, ou melhor, quando o obstáculo é parcial.

fricativas: quando a corrente expiratória passa por uma estreita fenda, o que produz um ruído comparável a uma fricção. / F / - / S / - / X / - / V / - / Z / - / J /

laterais: quando a ponta ou dorso da língua se apoia no palato (céu da boca), saindo a corrente de ar pelas fendas laterais da boca. / L / - / LH /

vibrantes: quando a ponta mantém com os alvéolos contato intermitente, o que acarreta um movimento vibratório rápido, abrindo e fechando a passagem à corrente expiratória. / R / - / RR /

Sílava
  • É o fonema ou grupo de fonemas pronunciados numa só emissão de voz.

Quanto ao número de sílabas

  • Monossílabas
  • Dissílabas
  • Trissílabas
  • Polissílabas

Quanto à posição da sílaba tônica

  • Oxítonas ou agudas
  • Paroxítonas ou graves
  • Proparoxítonas ou esdrúxulas
Encontros Vocálicos
  • Ditongo
  • Tritongo
  • Hiato

Ditongo

  • É a sequência: vogal + semivogal ou vice-versa.

Fai – xa                  His – tó – ria

           ditongo                                   ditongo

       decrescente                             crescente

Tritongo

  • É a sequência semivogal + vogal + semivogal.

Paraguai                          saguão

                 tritongo                            tritongo

                   oral                                    nasal

Hiato

  • É a sequência imediata de vogal + vogal.

sa – ú – de                     ra – i - nha

Observação

  • Palavras como feio, veia, maio trazem, em rigor, dois ditongos cada uma.

feio - /fejju/

veia - /vejja/

maio - /majjo/

Tal fenômeno se dá o nome de GLAIDE.

Encontro Consonantal
  • É o encontro de dois fonemas consonantais.

Treze – testa - sublime

Encontro Consonantal Fonético

táxi /taksi/

anexo /anekso/

tóxico /toksico/

axioma /aksioma/

circunflexo /circunflekso/

complexo /complekso/

oxidação /oksidação/

clímax /climaks/

tórax /tóraks/

“Convém alertar mais uma vez para a importância de não confundir a realidade oral da língua e sua representação gráfica e visual. Muitas palavras escrevem-se como se contivessem encontros consonantais (ex.: rapto, digno, absoluto, pneu, psicologia, amnésia, ritmo etc.). Na realidade oral, que é a que interessa para a fonética e a fonologia, esses vocábulos apresentam um som vocálico, ordinariamente [i], que ‘separa’ as consoantes; o que pronunciamos e ouvimos é rápito, díguino, abissoluto, peneu, pissicologia, aminésia, rítimo. Algumas pessoas se esforçam para evitar essa vogal e realizam uma pronúncia um tanto artificial, conhecida como ‘pronúncia alfabética’.”

 AZEREDO, José Carlos de. Gramática Houaiss da Língua Portuguesa. 2ᵃ ed. São Paulo: Publifolha, 2008,p.386.